Tipos de microfone

PIC_product_TG-Gruppe_3c_05O microfone deve ser escolhido conforme a finalidade. Há modelos bons para apresentações, outros para canto e modelos para gravação de vídeo. No caso de gravação de instrumentos ou locução, existem diferenças que devem ser analisadas.

Microfone dinâmico

É comum para uso no palco ou home studio. São feitos para suportar grandes pressões sonoras, ideais para eventos grandes como shows ou palestras. Os microfones dinâmicos servem para captar vozes ou instrumentos como guitarra e bateria. Eles dão menos microfonia porque são menos sensíveis à sonoridades do ambiente, de fora da fonte de áudio.

Microfone condensador

Esse tipo de modelo capta com mais detalhes nuances e sons de instrumentos ou vozes. Como possuem extrema sensibilidade, é mais fácil o surgimento de microfonia. São ideais para gravações, programas ao vivo e estúdios. A tensão de alimentação deve ser contínua, do tipo Phantom Power. Os microfones condensadores são mais leves que os dinâmicos.

Microfone com fio

Depois de selecionar um modelo condensador ou dinâmico, outra característica relevante é a fiação. Dependendo da situação, os fios podem ficar bagunçados e não permitem uma boa movimentação.

Microfone sem fio

Podem ser usados em qualquer local porque não exigem uma infraestrutura específica. Garantem mais liberdade durante a utilização, mas dependem de bateria para funcionarem.

Outros aspectos dos microfones

Para a produção de filmes, o modelo ShotGun capta sons à distância, já que durante as cenas o microfone não pode estar muito próximo dos atores.

O formato de lapela é comum na televisão porque não precisa ser segurado, apenas preso à roupa.

A direcionalidade do microfone determina a direção de onde o som é captado. Os bidirecionais servem para sons vindos de direções opostas. Os cardióides captam o áudio frontal. Já os omnidirecionais servem para sons vindos de todas as direções. Por fim, os direcionais captam o som de apenas um lado.

ADD YOUR COMMENT