Informações sobre amplificadores

amplifierO amplificador é um equipamento essencial para quem toca guitarra elétrica. Além de se preocupar com o modelo e marca do instrumento, o músico também deve selecionar um amplificador que ajude na qualidade do som. No momento da compra, cinco fatores básicos devem ser analisados. É claro que tais aspectos técnicos são apenas referências, o que vale mesmo é a preferência de cada um.

Potência

A potência é bem relevante, mas nem sempre é necessária. Afinal, um músico que deseja praticar em casa não precisa do mesmo equipamento que uma banda utiliza em apresentações. Também há diferença nos amplificadores que proporcionam um som mais sujo, para quem gosta de rock.

Amplificador transistorizado ou valvulado

Os amps transistorizados são mais baratos e não distorcem o som. É um tipo de equipamento menor que o valvulado, portanto são fáceis de serem transportados. Já os valvulados são mais caros no Brasil, porém têm áudio mais encorpado, justamente nos sons distorcidos.

Quantidade de canais

O número de canais é um fator importante na escolha do amplificador apenas para quem realmente acha o recurso indispensável. Se esta for a decisão final, é preciso analisar se os canais devem ter controles independentes. Respondendo a estas duas questões, é mais fácil decidir o modelo de amp.

Demais recursos

Além de verificar os timbres do equipamento (limpo, crunch ou drive pesado), o músico pode saber mais sobre os recursos disponíveis. Os mais comuns são: reverb de mola, master volume e loop de efeitos.

Uma forma de conseguir o som desejado é pesquisar sobre os tipos de equipamentos que são usados pelos principais ídolos do guitarrista. É mais fácil conseguir um áudio semelhante com a mesma variedade de amplificadores utilizados na gravação do álbum original, caso eles ainda sejam vendidos. Neste caso, os pedais também são relevantes na equiparação.

ADD YOUR COMMENT